Questão: Como deve ser a paixão dentro de um relacionamento? [Veja a resposta]

Paixão

 

 

 

 

 

 

 

 

“que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus.” (1 Tessalonicenses 4.4-5)

 

 

 

 

 

 

 

 

A paixão consome a nossa alma e muita das vezes nos leva para o caminho errado, porém existe a paixão que nos ajuda no relacionamento. É a paixão longe da lascívia, longe do desejo por outra pessoa. A paixão é verdadeira quando é dedicada somente para a pessoa amada e prioriza o agrado dela todos os dias. A paixão deve nos separar para esta pessoa que Deus escolheu desejando-a cada vez mais. Mas, também deve ser controlada para que o(a) parceiro(a) seja honrado(a) com temor e santidade a Deus. O desejo de lascívia sempre virá, mas só vai praticar aqueles que não conhecem ao Espírito Santo. Sendo assim, não andeis segundo a irrealidade que este mundo propõe. Para este mundo tudo é normal. Vigie para não cair na armadilha do diabo. Seja fiel a pessoa que Deus preparou para você. E tome cuidado com a paixão do mundo que te aprisiona do verdadeiro amor. O amor deixa ambos estarem livres, mas a paixão busca escravizar o outro, sufocando cada vez mais a relação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A diferença entre o amor e a paixão é que o amor liberta e a paixão escraviza. Quando a pessoa está apaixonada ela não vê as circunstâncias e defeitos errados do outro que podem interferir numa relação sólida e agradável. O amor visa o caráter, o comportamento e os frutos da pessoa e a paixão apela para os impulsos da carne buscando aquilo que é passageiro: aparência física. O amor constrói porque vem de Deus e a paixão destrói porque em si provém do diabo. A paixão vem do desejo do homem e se não for controlada prejudica a vida sentimental. Porém, sendo controlada de maneira certa ajuda o relacionamento a ser avivado cada vez mais. Pela falta de paixão(desejo) muitos casais se esfriam na relação. Se o casal saber equilibrar a relação nesses dois fortes sentimentos é certo que encontrarão a alegria eterna.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Portanto, o sucesso no relacionamento está ligado a fusão de várias fatores. Acima de tudo, o amor que defende a liberdade e busca andar na verdade, na justiça e na real vontade de Deus. O amor faz o outro amar quem você é. Não prioriza os seus defeitos físicos e sim as suas qualidades espirituais. Assim é Deus, Ele que não vive na mistura inusitada deste mundo entre amor e paixão e sim foge dos padrões tradicionais impostos por este mundo. Viva um relacionamento de acordo com os princípios do Amor ensinado por Deus e o sofrimento será evitado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conselheiro do Amor: Natanael Genoel

 

Que haja amor entre os casais!

Anúncios